Carregando...

TV Tupi Rio saindo do ar para sempre em 1980

No dia 18/06/1980, saia do ar a TV Tupi Rio de Janeiro - Canal 6, no dia anterior, o governo federal cassava 8 emissoras pertencentes aos Diários Associados devido a falência financeira que já assombrava o grupo havia anos. Nas outras emissoras, o sinal saiu do ar sem alarde, porém, na cidade do Rio de Janeiro, a cassação do sinal foi assistida ao vivo pelos telespectadores cariocas e se tornou um episódio dramático sem final feliz.

Por volta das 16 horas, Jorge Perlingero iniciou uma vigília na frente das câmeras e no principal estúdio da emissora. Foram 18 horas de agonia, quando, finalmente os técnicos do Dentel chegaram na base de transmissão no Sumaré, por volta de 12:30 horas, o técnico da TV Tupi desligou o transmissor e entregou o cristal ao funcionário do ministério. Esse canal só voltaria a ser usado em 1983, pela Rede Manchete.

Reportagem do Jornal Bandeirantes mostrando o lacramento do transmissor



Momentos dramáticos da vigília transmitida ao vivo pela TV Tupi Carioca




Imagens raras mostrando os funcionários da TV Tupi após o lacramento do transmissor
TV 339580531021309574

Postar um comentário

  1. O que aconteceu com prédio da TV Tupi aqui no Rio?

    ResponderExcluir
  2. O Prédio da Tv Tupi aqui no Rio, era o antigo Cassino da Urca , que ficou abandonado e em ruínas durante anos a fio. Agora ele está sendo reformado e vai virar uma Fundação de Arquitetura. Uma perda e tanto para a televisão no Rio de Janeiro, pois ele possuia um auditório muito bom, com um palco que possuía uma elevatória onde podia-se trocar de cenário com muita rapidez. neste auditorio, eram produzidos os programas do Chacrinha, Flavio cavalcante, Carlos Imperial, Aérton Perlingeiro, Jorge Perlingeiro, Mauro Montalvão, Joao Roberto Kelly, Carlos Lima, Aqui e Agora com Wilton Franco, Edna Savaget, J.Silvestre, Helena Sangirard entre outros importantes programas jornalísticos e uma grade de programas humorísticos... A TV TUPI RJ, foi sem dúvida, a maior perda em matéria de programação local e nacional, gerada aqui no Rio. Nunca mais nos recuperamos disto. A Rede Manchete também muito contribuiu para a nossa programação local. Mas, infelizmente agonizou e fechou, deixando mais uma vez o Rio de Janeiro órfão de uma verdadeira programação voltada para nós, público Carioca...

    ResponderExcluir
  3. Documento histórico valioso!
    Os vídeos até que têm uma qualidade muito boa considerando a época. É comum vermos no Youtube gravações antigas com cor falhando, imagem deformada, etc. Não é o caso destas, felizmente! Parabéns aos responsáveis.

    Entre o final dos anos 70 e início dos 80 a TV carioca encolheu. As duas emissoras mais antigas da cidade, a TV Rio (canal 13) saiu do ar em 1977 e a Tupi em 1980, deixando apenas TVE, Globo, Bandeirantes e TVS.

    Antes que alguém pergunte, em São Paulo a sede da Tupi ficava no bairro também chamado Sumaré, um dos pontos mais altos da cidade, e o transmissor ficava no próprio prédio. Depois do fechamento da emissora as instalações ficaram fechadas por 10 anos até serem ocupadas pela Abril-MTV, onde estão até hoje.

    ResponderExcluir
  4. Quase me esqueci de mencionar, o Clube do Capitão AZA, (com "Z" mesmo), dirigido ao publico infanto-juvenil, que muito nos alegrou durante as tardes da Tupi. A presença marcante de Neide Aparecida, garota-propaganda e mascote da Tupi carioca e a voz inconfundivel do locutor Fernando Beresford, que de hora em hora, lia o seu prefixo: " ZYB 513, Tv Tupi canal 6, Rio de Janeiro... mais calor humano..." E também a presença de Ìris Letiéri, (a voz do aeroporto), que davam personalidade ao canal... Que saudade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Valdair, aproveitando a sua lembrança do Fernando Beresford (raro verbete de se encontrar na internet), estou numa cruzada para descobrir os nomes de duas músicas da nossa saudosa TV Tupi e queria a sua ajuda. De uma até sei o nome: TUBULAR BELLS, do prefixo do PANORAMA, telejornal diário das 13 horas de segunda a sexta, apresentado por Jacyra Lucas (que foi para a Manchete) e Luíza Maria (acho que era esse o nome da segunda apresentadora), mas cujo conjunto ou orquestra que interpreta eu desconheço. A outra é o tema de abertura do REPÓRTER FLUMINENSE (sábado, 12h), apresentado pelo Beresford e pela Luíza Maria, um rock progressivo que tocava quando apareciam imagens do Rio, como a Ponte e o Aterro. Tenho as gravações em cassete, sem ter podido ainda transpor para MP3. Você pode me ajudar nesses nomes, por favor? Obrigado. MARCELO CARDOSO (marcelo.cardoso.br@globomail.com)

      Excluir
    2. Caro Valdair, aproveitando a sua lembrança do Fernando Beresford (raro verbete de se encontrar na internet), estou numa cruzada para descobrir os nomes de duas músicas da nossa saudosa TV Tupi e queria a sua ajuda. De uma até sei o nome: TUBULAR BELLS, do prefixo do PANORAMA, telejornal diário das 13 horas de segunda a sexta, apresentado por Jacyra Lucas (que foi para a Manchete) e Luíza Maria (acho que era esse o nome da segunda apresentadora), mas cujo conjunto ou orquestra que interpreta eu desconheço. A outra é o tema de abertura do REPÓRTER FLUMINENSE (sábado, 12h), apresentado pelo Beresford e pela Luíza Maria, um rock progressivo que tocava quando apareciam imagens do Rio, como a Ponte e o Aterro. Tenho as gravações em cassete, sem ter podido ainda transpor para MP3. Você pode me ajudar nesses nomes, por favor? Obrigado. MARCELO CARDOSO (marcelo.cardoso.br@globomail.com)

      Excluir
    3. Falaê, Marcelo! Tubullar Bells é o título de um disco do tecladista prog eletronic Mike Oldfield (eu tenho o vinil mas não me lembro o ano agora e pra procurar a essa hora da matina vai ficar difícil!...). Quanto ao Repórter Fluminense você disse rock progressivo... Tem certeza?! Não me lembro bem, mas não era o mesmo tema do programa, também apresentado aos sábados nesse horário chamado Show de Turismo? Se for isso o tema é The Girls From Paramaribo, de Berry Lipman and His Orchestra, sendo a versão executada na abertura do programa a de Erlon Chaves e a Banda Veneno (versão bem melhor, que inclusive fazia parte da grade da Radio Jornal do Brasil AM). Se não for ache um meio de me mandar o áudio pra ver se eu consigo identificar acessando os meus arquivos da memória. Agora é minha vez: sabe como vim parar aqui (não conhecia o blog)? Procurando no Google por Fernando Beresford (que você disse muito bem, é verbete raro na net, já havia procurado antes sem encontrar nada, agora vim parar aqui por causa do video postado no YouTube que o Google me sugeriu na minha busca). Pergunto eu: sabe me dizer se ele ainda é vivo e se trabalha em alguma emissora de rádio ou tv? Abraço.

      Excluir
  5. Um fato curioso, para não dizer dramático. Depois de todo este episódio, que causou enormes danos, os Diários Associados, brigaram na justiça por longos 20 anos e foi batido o martelo: Somente a TV TUPI de São Paulo, é que deveria ou poderia ser fechada. ou melhor: somente a Tupi de S. Paulo, estava realmente falida. Não foram encontrados indícios de que as outras 7 emissoras estivessem arruinadas financeiramente. Como a TUPI SP, era a cabeça de Rede, por motivos políticos, eles preferiram destruir a Rede Tupi. A Tupi que era a maior Rede de televisão da América Latina na época, teve as suas emissoras que sobraram, as próprias e afiliadas, retalhadas e distribuidas entre as demais Redes. A maior fatia do bolo foi para a Rede Globo, que com isso se expandiu aos 4 cantos do Brasil. A Band também deu um salto na sua expansão. E com as migalhas que sobraram, fizeram um pacote que deu origem à Rede Manchete e ao SBT. Os Diários Associados,depois destes 20 anos, receberam uma grande indenização, que não sei mencionar o valor. Uma soma suficiente que permitiu ao grupo sanear suas dívidas e modernizar o espólio que restou do grupo. Vide hoje a Rádio Tupi am e fm e Nativa fm. Poderosas emissoras do grupo no Rio de Janeiro e reformularam o histórico "Jornal do Commercio" . Os Associados, voltaram a ser um grande grupo multimídia...

    ResponderExcluir
  6. Isso ai foi tudo arranjado com o presidente Figueiredo e a TV Globo, e tb nada me tira da cabeça que voltou a se repetir com a TV Manchete... assinstam "muito além do cidadão Kene"

    ResponderExcluir
  7. Para quem não sabe o declínio da Manchete, começou a partir de duas simples constatações danosas para os que estavam no poder: 1- Era possível se fazer uma TV de qualidade no Brasil 2- A criação de uma "versão" da Rádio JB com imagem seria desastroso para alguns poderosos.
    O plano para derrubar a manchete foi muito bem bolado e teve a participação de todos os interessados. Em primeiro lugar, o então Ministro das Comunicações ACM, foi procurado pelo A.Bloch sobre a possibilidade de novas concessões para Rede no Brasil, e ele condicionou a que o Proprietário da Manchete o ajudasse a mobiliar uma emissora de televisão de propriedade de sua família que funcionaria em Salvador. Pois bem, Bloch, empenhou o que tinha e o que não tinha e entregou ao ACM a emissora mais bem equipada do pais naquela ocasião, inclusive com equipamentos mais avançados que a própria Manchete. No entanto poucos dias antes da inauguração da nova afiliada da Manchete na Bahia, foi dado o golpe fatal, a emissora rescindiu sua filiação com a Rede do Bloch e passou a ser a representante do Plin-Plim na boa terra.

    A partir dessa " bola nas costas" a Rede Manchete começou a sua decadência.
    Paralelamente, e ninguém reparou ou comentou na época, a Rádio Jornal do Brasil do Rio de Janeiro, começou a ser implodida também. Mas isso é uma outra história.

    ResponderExcluir
  8. A Rádio Jornal do Brasil, pertencente a família Pereira Carneiro, foi um baluarte no verdadeiro radiojornalismo brasileiro. No Início da década de 90, fui surpreendido com notícias envolvendo a situação da Rádio e do Jornal do Brasil. Não foi estranho o fato de que nessa mesma época o SGR colocou em prática o seu projeto CBN, o qual, segundo eles colocam no histórico da sua rede, seria a primeira rede all news do Brasil.
    O fato é que muitos profissionais foram atraídos por essa nova expectativa de trabalho, pois ela trazia também uma proposta de melhores remunerações para um mercado que estava há muito, estabilizado. resultado dessa abertura, foi uma verdadeira diáspora de profissionais que passaram de uma Rádio crítica e formadora de opinião, para uma mascarada forma de se divulgar aquilo que os "gatekeeppers" governamentais desejavam em seu plano de manter um "agendamento" da informação. Resultado disso, a poderosa Jornal do Brasil, passou a ser super Rádio Brasil, deixou de ser uma poderosa vertente do jornalismo e passou a divulgar algo menos nocivo para o sistema, pelo menos agora, a palavra de Deus sob a ótica da LBV. Depois de conseguido seus intentos, evidente que as remunerações voltaram a se estagnar e o mercado se estabilizou numa mesmice editorial. O SGR experimentou um pouco do seu próprio veneno, quando resolveu arrendar o canal 1180 da antiga eldorado Rio que recebeu o nome de Mundial, para radialistas de verdade. Com uma programação moderna e informativa, a Rádio Mundial, a rádio que você vê, entrou no ar como uma promessa de ressurreição dos ideais de saudosas rádios jornalisticas, como a JB, a Continental e a Nacional em seus bons tempos. Mas a ousadia e as idéias avançadas custaram caro e a Mundial, de uma hora para outra teve sua estrutura desconstruída, sem nenhuma explicação, pelo menos, oficialmente declarada. sabemos que ela iria fazer reacender aquele espírito crítico e questionador que foi adormecido na capital dos Cariocas, como centro cultural do Brasil.
    Restam poucas emissoras de rádio no Brasil que mantem esses objetivos do Rádio Jornalismo, uma delas, a Jovem Pan-Am de SP, por muitas vezes tentou ter sua emissora no RJ, inclusive tentando adquirir o Canal 1180 do SGR, mas, é evidente, que esse tipo de jornalismo não interessa para os que sonham usar o rádio apenas como uma experiencia diária da teoria da bala mágica da escola norte americana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vale lembrar que a Jovem Pan AM adquiriu em 2000,o dial 750 AM,que pertencia o SGR,que trasmitia a CBN na época e antes,a Rádio Globo (hoje em 1160 AM).Quem dera se a JP AM comprasse o dial 1180 AM,que hoje é Rádio Mundial,arrendada ao estelionatário Ap Valdemiro Santiago da IMPD.Dizem que o contrato entre a rádio e a igreja,acaba ano que vem,se até lá não renovar ou ser definitivamente vendida a igreja.
      E se a JB AM 940 estivesse no ar e sem crise financeira,ela seria mais uma AM/FM da praça,se acabasse a boa música da JB FM 99,9.

      Excluir
    2. A CBN começou no Rio no 1180. Depois passou a ser transmitida também no 860 que era a antiga radio Mundial.

      Excluir
  9. Os comentários de TV e rádio anteriormente postados são de autoria de MITSUO SUWA, boa noite.

    ResponderExcluir
  10. EU QUERO FAZER COCÔ NO PRÉDIO DA TUPI E PICHAR AS PAREDES COM O MEU COCÔ E MOSTRAR PORQUE ESSE PRÉDIO JÁ DEVIA TER SIDO DEMULIDO, PORUQ ELÁ TUDO FEDE E PORQUE FOI UMA GRAMDE SACANAGEM FECHAR A TV, ESPERO QUE A ALMA DOS QUE LÁ TRABALHARAM E JÁ MORRERAM ESTEJA SSOMBRANDO O PRÉDIO PARA ENDEMONIAR TODOS AQUELES QUE LÁ TENTAREM ENTRAR E PROFANAR AQUELE TEMPLO SAGRADO.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares