Carregando...

TV's do Legislativo e do Judiciário seguem SEM planos para o Rio


As emissoras estatais vinculadas ao Senado Federal, a Câmara dos Deputados e o Supremo Tribunal Federal recentemente iniciaram seus preocessos de digialização do sinal de suas emissoras, começando em 2010 por Brasília e São Paulo, mas, pelo visto, a cidade do Rio de Janeiro deixou de ser considerada "praça-chave" para essas emissoras.

A equipe do TVsdoRJ.com enviou e-mails para a TV Senado, TV Câmara e TV Justiça. Todas essas emissoras possuem concessão de televisão em Brasília e estão operando em sinal digital também em São Paulo. A resposta nos três casos foi literalmente a mesma(!), todas alegaram que ainda não possuem planos para a implantação do sinal digital na cidade, inclusive, usaram como argumento o alto custo da implantação da tecnologia.


Na cidade de São Paulo, a TV Câmara e a TV Senado se associaram a TV Alesp e a TV Câmara Municipal para a formação de um MUX digital no canal 61 digital. Já a TV Justiça, está operando em sinal exclusivo, no canal 64 digital, e ainda está praticando a multiprogramação. Em ambos os casos, as emissoras não mediram esforços e recursos financeiros para colocar os seus canais no ar em São Paulo
.



Segue para os leitores, as respostas das emissoras legislativas e do judiciário.

Câmara dos Deputados

Ouvidoria da Câmara dos Deputados

Sr.DANILO AGUIAR
Ainda não temos um acordo de cooperação técnica que comtemple a transmissão em sinal digital no Estado do Rio de Janeiro.

A implantação de um sistema de televisão aberta com alcance nacional depende de pesados investimentos em infra-estrutura de transmissão, com o estabelecimento de estações geradoras e repetidoras em diversas localidades. Por se tratar de uma emissora pública, a TV Câmara é custeada com recursos do Orçamento da União e não dispôs até o momento do montante necessário para esse projeto, que é uma de nossas prioridades.

Com a proximidade da implantação da TV digital no país, esperamos o êxito desse projeto, pois acreditamos, como você, que é um direito da população ter acesso a todas as informações sobre o Legislativo.

Receba por e-mail o Boletim Eletrônico Semanal da TV Câmara, com destaques da Programação! Acesse o endereço:
http://www2.camara.gov.br/transparencia/sispush/transparencia/sispush

Siga a TV Câmara pelo Twitter! Acesse: www.twitter.com/tvcamara

Agradecemos sua participação e audiência.
Núcleo de Conteúdo e Programação - TV Câmara

Senado Federal
Prezado Danilo

Obrigado pela audiência e por ter escrito para a TV Senado. Ainda não há previsão para transmissão do sinal digital da emissora para o Estado do Rio de Janeiro. Sua mensagem foi encaminhada para o responsável pelo setor de expansão do sinal da emissora, que poderá entrar em contato, caso tenha outras informações.

Atenciosamente

Paulo Sérgio Azevedo
(61) 3303 1559


Supremo Tribunal Federal
Prezado Danilo,


TV aberta

Os sinais da emissora do Judiciário são disponibilizados para sintonia por meio de parabólicas digitais para todo o país, por operadoras de TV por assinatura, e pelos canais UHF analógicos e digitais nas cidades de São Paulo-SP e Brasília-DF.

O primeiro canal aberto e gratuito da TV Justiça entrou no ar em 11 de agosto de 2007 na Capital Federal - canal analógico UHF 53.

Considerando a implantação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre - SBTVD-T, as transmissões de televisão digital no Brasil tiveram início em 2 de dezembro de 2007 em São Paulo-SP, se estendendo às demais regiões do país conforme o cronograma estabelecido pelo Ministério das Comunicações (Decreto n° 5.820/2006 e Portaria n° 652 do Ministério das Comunicações).

Trata-se, portanto, de uma tecnologia incipiente, com grande potencial e cujos recursos tecnológicos permitirá paulatinamente a inserção da TV Justiça no contexto das transmissões abertas e gratuitas para a toda a sociedade.

Para viabilizar a inserção da emissora no contexto de modernização tecnológica digital e permitir a veiculação da programação da emissora do Judiciário em transmissões abertas e gratuitas para o maior número possível de cidadãos brasileiros, o STF vem adotando estudos técnicos e a realização de processos licitatórios com vistas à aquisição de equipamentos e sistemas de transmissão digital.

Entretanto, tais projetos devem considerar a necessidade de progressiva implementação das novas tecnologias de transmissão, em função de limitações técnico-orçamentárias e as exigências de prévias autorizações legais, considerando também a implantação da tecnologia digital de transmissão (Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre - SBTVD-T).

Em resumo, os sinais da TV Justiça são transmitidos pelos seguintes canais abertos e gratuitos: canal analógico 53 UHF/Brasília-DF, e os canais digitais 52 UHF em Brasília-DF e 64 UHF em São Paulo-SP.

Informamos que é possível, ainda, sintonizar os sinais da TV Justiça na sua cidade por meio de parabólicas digitais com receptores digitais. No sítio www.tvjustica.jus.br no menu "como sintonizar", é possível identificar as localidades e os respectivos canais que transmitem os sinais da TV Justiça, com as informações a respeito das especificações técnicas para sintonia por meio de parabólicas digitais.

Atenciosamente,
TV Justiça
F.O
TV 886944029282024544

Postar um comentário

  1. Duas coisas devem ser destacadas:

    Primeiro, das três emissoras, apenas a TV Senado possui sinal analógico na cidade, curiosamente, o canal 49 UHF do Mendanha, cobrindo toda a Zona Oeste da cidade.

    Segundo, a desculpa conhecida de que falta espaço no espectro não se aplica a essas emissoras, pois elas tem "by pass" entre os canais 60-69 UHF. Ou seja, para entrar no ar, só precisam comunicar a anatel o interesse e ela automaticamente libera o canal. Essas instituições estão completamente livres da tradicional burocracia do MC.

    Vale lembrar também que há o fator político, depende muito dos deputados / senadores dos estados, sou telespectador dessas emissoras no cabo, e em estados onde os parlamentares requerem o canal, ele é instalado(!).

    Eu acho que os parlamentares do Rio não tem interesse em se expor aos eleitores, ou melhor, não querem ver suas "rotinas" sendo mostradas em canal aberto na cidade!

    ResponderExcluir
  2. Que continuem sem planos, não vou assistir nada disso mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Se for para ver o Romário cochilando, o bispo falsificado da IURD e o "lindinho" de Nova Iguaçu, é melhor deixar o espectro limpo, mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Amigos, a tv senado, justiça e camara, não é uma tv de entretenimento ela está voltado para informações sobre os trabalhos dos políticos, é uma forma da gente fiscalizar eles, por isso, é muito importante. Se você mora no Brasil e vota para eleger esses políticos, nossa obrigação e de fiscalizar o trabalhos deles.

    ResponderExcluir
  5. a verdade é que os canais não estão enm aí para o Rio de Janeiro!
    se ainda fossemos capital federal teriamos muitos canais funcionando aqui!

    ResponderExcluir
  6. Os operadores dos canais públicos no RJ serão de responsabilidade da TV BRASIL.
    Porém, a TV BRASIL SEQUER DISPÕE DE TORRE EXCLUSIVA no Sumaré.
    (Enquanto isso, o esqueleto do Sistema JB apodrece, até o dia que desabar por completo. Já sugeri á EBC o aproveitamento).
    Na falta de estrutura, essas operações esbarram, como outras: Uma nova torre no sumaré que deveria receber:
    - TV BRASIL HD 02.1
    - TV CÂMARA HD
    - TV SENADO HD
    - TV CIDADANIA MEC HD
    - RÁDIO MEC FM
    - RÁDIO NACIONAL FM

    O pior de tudo, é que o que for outorga tramita rápida dentro das "casas", e RTVD é AUTORIZAÇÃO, isto é, NÃO há processo de concessão.
    Faz-se por decreto. Os sinais virão direto de Brasília, não há necessidade de ser "geradora".
    Abaixo, deixo os caminhos para TODOS os colegas, como eu, AZUCRINARMOS os parlamentares que INICIAM HOJE OS TRABALHOS EM 2011 !
    TÁ NA HORA DE TRABALHAR !!!

    ResponderExcluir
  7. Para a TV SENADO utilize:
    http://www.senado.gov.br/noticias/opiniaopublica/fale_senado.asp
    Procure também o Alô Senado (Ligação gratuita): 0800-61-2211

    Para a TV CÂMARA, utilize:
    http://www2.camara.gov.br/participe/fale-conosco

    Para a EBC/TV BRASIL, utilize:
    ouvidoria@ebc.com.br

    Façamos a nossa parte.
    -Por novas torres no Sumaré
    -Pela instalação da Rádio Senado, há 3 anos atrasada;
    -Pelas instalações HD da EBC no Sumaré e seus canais públicos.

    ResponderExcluir
  8. concordo com o amigo acima, tá na Hora delas Se unirem e colocarem uma Antena exclusiva para os canais publicos!
    pra começarem a transmitir seus sinais digitais aqui no Rio!
    ou entao aproveitar a da JB como diz o amigo!
    temos que pressionar essas emissoras!

    ResponderExcluir
  9. A TV Senado comprou equipamentos para transmissão analógica no Sumaré na mesma época em que comprou para o Mendanha.... o canal seria o 64, e deveria entrar no ar na mesma época....

    Porém devido a burocracia com o IBAMA, depois de muito tentar, eles DESISTIRAM de instalar essa retransmissora.... e aguardam agora o tal operador nacional para implantar o sinal digital....

    O IBAMA aqui no RJ é o grande vilão das emissoras.... conseguir uma licença ambiental para fazer qualquer coisa no Sumaré é algo muito difícil de se fazer....

    ResponderExcluir
  10. Pois é eduardo...
    ICMBio é o nome do vilão...
    Não se preocupam com as encostas da cidade, com ocupaçãoes irregulares, favelização acelerada...
    MAS UMA TORREZINHA É UM ESTORVO...
    Olha que elas estão lá desde 1950... Ninguém nunca reclamou...

    Parece que o 61 já é da TV Câmara também. a confirmar.

    A pressão de todos nós é o que vai fazer alguma coisa acontecer. Não nos esqueçamos disso.

    ResponderExcluir
  11. Harris,
    A Tv Brasil possui torre própria sim. E a torre que ela compartilha com a Bandeirantes ao lado da Torre da Globo, da Record e da Tv O Dia. Aquela torre é dela desde a época da TVE. So que esta torre está densamente ocupada pelas antenas analogicas e digitais de ambas mais a FM94 e Mec Fm. Ali são questões politicas e burocráticas que embarreram as coisas.

    ResponderExcluir
  12. A Bandeirantes aluga ou faz comodato para usar a torre da Tv Brasil.

    ResponderExcluir
  13. Ou seja, a Bandeirantes paga ou possui espaço cedido na torre da Tv Brasil.

    ResponderExcluir
  14. É amigo, essa torre para tv publica vai ficar muito pesada.
    tv justiça
    tv camara
    tv senada
    tv cidadania MEC HD
    tv futura (essa eu não sei se é na torre publica, mas acredito que sim)
    tv brasil
    radio nacional fm
    radio mec fm
    Ps: a tv escola vai ter que digitalizar o canal também ou não? Se sim, acho que iria para essa torre também.

    ResponderExcluir
  15. na boa nem falta

    dois canais inuteis

    lixo

    ResponderExcluir
  16. não se tem noticia sobre o canal 51
    ??????????????????????????????????

    ResponderExcluir
  17. Enviei, nos últimos dias, 3 e-mail's protocolados na base de dados do Ministério das Comunicações, como resultado: O Silêncio. Hoje, registrei uma reclamação a Ouvidoria do Ministério das Comunicações. A rclamação é simples, a Secretaria de Comunicação Eletrônica é obrigada a responder as solicitações num prazo máximo de 7 dias corridos. O que solicitei a eles foi apenas informações a que "pé" está a situação do canal 51d. Não é normal eles "fingirem" que a solicitação NÃO está na mesa deles. Tem coisa estranha nessa história, é o mundo político, infelismente!

    ResponderExcluir
  18. Anônimo, acho que o Canal Futura não pode estar na torre pública, já que ele pertence à Globo e não ao Governo.

    ResponderExcluir
  19. Grande Leo Ivo, beleza cara?
    Eu sei que a Torre da antiga FUNTEVÊ, que hoje é a TV BRASIL é própria, mas ela existiu apenas para o canal 2. Hoje em dia, tá entupida de "penduricalhos" de FM e TV estatais. Não é justo e nem recomendável! Já mandei para EBC sugestões para o aproveitamento (e conclusão) do esqueleto da JB, que faria inclusive da TV BRASIL uma das TV mais bem estruturadas. Sugiro até que façam o mesmo. Vale lembrar que a obra pode não ter sido concluída por falta de grana, mas teve "ok" do ibama, se não, nem teria subido...
    vale a pena a pressão da galera...
    ouvidoria@ebc.com.br

    ResponderExcluir
  20. O Leonardo Ivo é um dos colaboradores do site que mais entendem de assuntos ligados ao Sumaré.
    Se não me engano, o Futura já está na torre da Globo, junto com o TV-4 e TVD (Globo), TVA 36 (Globonews) e RTV 18 (Futura).
    Estes dois últimos, que eu gostaria muito que virassem DIGITAIS...

    Aliás, uma ótima forma de REORGANIZAR o LINEUP carioca é simplesmente pegar os canais do Sumaré, gerador ou retransmissor em UHF, transformá-lo em digital, e pegar de volta os canais de parques auxiliares, como o mendanha por exemplo.
    Cada canal teria autorização para instalação de gap filler, no mesmo canal, em 3 pontos:
    Sumaré, Mendanha e Jacarepaguá.

    Parece simplista demais, mas com apenas 1 canetada, você resolve problema do inchaço de canais (inclusive muito perto um do outro) e ainda incentiva a TV digital BRasileira, fazendo cumprir seus prazos estabelecidos em cronograma.

    2011 TEM QUE SER O ANO DA TV DIGITAL NO BRASIL.

    ResponderExcluir
  21. Volto a repetir: No siscom, o CANAL 40 (Esporte Interativo) está REAPONTADO para o canal 57
    (concessão TVA).

    É preciso atentar para este detalhe. Inclusive junto ao canal, que mesmo pondo o sinal para testes no ar, ainda não fez anuncio público do início das operações.
    vale checar.

    ResponderExcluir
  22. Operador de rede unificará transmissão digital


    segue o link do cronograma: http://www.ebc.com.br/consulta-publica/cronograma-de-implantacao-e-comissionamento-da-rntpd.pdf

    ResponderExcluir
  23. Além de ampliar a cobertura dos canais, a RNTPD deverá oferecer também a infraestrutura necessária para a realização de serviços interativos. A plataforma única do sistema digital público transmitirá os sinais das TVs legislativas (Câmara e Senado), do Poder Executivo (NBR), do Judiciário (TV Justiça), a TV Pública Federal (TV Brasil), da própria EBC, e novas redes estatais previstas pelo decreto da TV Digital: Canal da Educação (MEC), Canal da Cultura (Minc) e Rede da Cidadania (Ministério das Comunicações).

    Emissoras privadas poderão participar, em regime de co-location, ou seja, alugando segmentos da plataforma para a transmissão digital nas regiões onde ainda não tenham instalado sistemas próprios de transmissão. A EBC Brasil trabalha para ainda em 2010 ter a rede nacional operando em São Paulo, Rio e Brasília.

    ResponderExcluir
  24. A participação de empresas nacionais nos consórcios é fator primordial para o acesso ao empréstimo do BNDES. O modelo de empréstimo para o projeto ainda não foi definido, segundo o chefe de telecomunicações e fontes alternativas da área de infraestrutura do BNDES, Alan Fischler, mas poderá cobrir em média 70% do valor total.

    A movimentação das multinacionais acontece sob o olhar da Casa Civil, que coordenou o pré acordo fechado entre a Marubeni e a nacional Linear - fabricante de transmissores com sede em São Paulo - mais a Engevix, para formação de um consórcio. A também japonesa, NHK, deverá integrar o grupo.

    A mineira STB (Superior Technologies in Broadcasting) negocia com os franceses da TDF e com os americanos da Cisco. Enquanto outras empresas brasileiras, como a Telavo e a Tecsys (ambas de SP), conversam com a italiana Screen Service Technologies e a sueca Ericsson.

    O projeto do Operador Único da Rede Nacional de TV Pública Digital inclui, além da EBC, as TVs do Executivo (NBR), do Legislativo (Câmara e Senado), do Judiciário (TV Justiça) e a TV Brasil - que exibirão seus programas em tecnologia digital.

    As torres públicas serão distribuídas em todo o país e poderão abrigar antenas privadas mediante o pagamento de aluguel. A principal delas, a operadora nacional de rede, ficará em Brasília. Outras 48 torres serão fixadas em capitais e cidades de grande porte. Enquanto as demais ficarão em municípios com cerca de 200 mil habitantes.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares