Carregando...

Rede TV! 3D fora do ar no Rio de Janeiro !!



Desde da ultima sexta-feira, 13 de junho de 2015, moradores do Rio de Janeiro estão tendo problemas para captar o sinal 3D da Rede TV!, porém no domingo (14/06) houve relatos que havia voltado no ar e que estava sendo exibindo uma reprise do jogo Mogi Mirim X Vitória pelo Campeonato Brasileiro Série B e ultimo programa a ser exibido em 3D foi a reapresentação do programa "Melhor pra Você" com a apresentação, de Celso Zucatelli, Edu Guedes e Mariana Leão; mas desde ontem (16/06) já não é mais possível encontrar o sinal 3D, através do canal 6.2 Digital.

Até o momento não se sabe o motivo pelo qual a Rede TV está fora do ar pelo sinal 3D, até porque essa transmissão em três dimensões é um certo motivo de orgulho para emissora, que é a primeira emissora, 100% HD do Brasil e a primeiro em 3D no mundo em sinal aberto.


Talvez o motivo seja o fato de que quando foi criado o Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), a Rede Globo não quer que emissoras comerciais transmitam em multiprogramação como é o caso da Rede TV em 3D, pois desde 2009, o Ministério das Comunicações vem recebendo denúncias de que a prática da RedeTV! burlava o decreto que instituiu a televisão digital no país. O decreto, de 2006, veta a multiprogramação, ou seja, o uso da frequência de seis megahertz para gerar vários canais. A multiprogramação só é permitida às TVs públicas, como a TV Cultura. Para as concorrentes da RedeTV!, exibir conteúdo diferenciado no HD configura multiprogramação.

A RedeTV! nunca concordou com a restrição à multiprogramação, imposta pela Globo, segundo seus executivos, e defende que o assunto deve ser analisado pelo Congresso, não ser tratado em decreto, de acordo com jornalista, Daniel Castro dos site Noticias da TV do portal UOL

A Rede TV 3D transmitia reprises do seus programas em horário que eram alugados, no HD também era assim, mas desde do final do ano passado a Rede TV passou a transmitir programação independente por causa de seus anunciantes. O Sinal 3D também era transmitido com uma imagem duplicada, mas bastava a TV ser 3D e no próprio controle remoto, você poderia assistir a programação em 3 dimensões.

Para muitos podem não fazer tanta diferença em ter ou não ter o sinal 3D da emissora até porque pesquisam apontam que a TV 3D é um fracasso de vendas, como diz a noticia publica na versão online da Revista Exame, talvez a Rede TV tenha seguidos os passos da BBC que em 2013 suspendeu todas as produções de programas em 3D. Kim Shillinglaw, diretora de 3D da BBC disse que a audiência desse tipo de programa nunca decolou e que o público acha as imagens tridimensionais incômodas.

Em 2013 a ESPN também cancelou a sua programação em 3D no Estados Unidos; ESPN disse na época que o motivo do fechamento é a baixa demanda. Há outros canais que transmitem em 3D espalhados pelo mundo, mas não há notícia de que algum deles esteja fazendo muito sucesso; talvez esse também dever o motivo da Rede TV ter tirado o sinal do ar ou até mesmo para cortar custos já que vivemos em uma época de crise financeira no Brasil.

Rede TV 3D quando estava no ar !! 


Sobre os aparelhos de TV 3D

No início de 2010, a indústria de eletrônicos apresentava os televisores 3D como a grande tendência do momento em entretenimento doméstico. Mas faltou combinar com os consumidores. A escassez de conteúdo tridimensional, o preço alto e a necessidade de usar óculos para ver as imagens tornaram esses aparelhos pouco atraentes.

Os óculos não chegam a ser um problema no cinema, onde as pessoas ficam sentadas com atenção concentrada na tela. Já em casa, a atenção do expectador se divide entre a TV e outras pessoas e objetos em volta. E muitos preferem assistir à TV esparramados no sofá. Nesse cenário, os óculos se tornam inconvenientes.

Na Inglaterra, a estimativa da BBC é que 1,5 milhão de residências contem com televisores 3D. Mas, mesmo em eventos importantes, como a abertura das Olimpíadas, a audiência nunca passou de metade disso. Programas regulares atingem a apenas 5% desse público potencial, ou seja, cerca de 75 mil residências.

A BBC também estima que, nos Estados Unidos, apenas 120 mil pessoas veem programas em 3D. Num país com 314 milhões de habitantes, isso é quase nada. Não há dados sobre o Brasil, mas pode-se supor que a TV 3D seja ainda menos popular aqui.

Fonte: Revista Exame

TVs do RJ 6332992800919928435

Postar um comentário

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares