Carregando...

Manchete: A defesa dos Bloch em relação a dívida (1995)


Em 1995, a TV Manchete estava em um momento de retomada, saía de uma crise e novamente ganhava afiliadas. Nesse momento, o grupo Bloch era uma organização financeiramente superavitária e estavam em franco processo de modernização. Assim como o Brasil dessa época, com o Real valendo mais que o Dolár e com as importações liberadas e sem burocracia, as empresas brasileiras importavam equipamentos sem grandes problemas. Esse foi o último ano em que as empresas Bloch investiu em seu parque técnico.

Nesse ritmo de retomada, as empresas Bloch recorreu a justiça para conseguir uma auditoria da dívida com o Banco do Brasil, na época, a soma passava dos US$ 200 milhões. Fora, as dívidas trabalhistas, previdênciárias e com outras instituições financeiras como o Banco Real.

Apesar da postagem não tratar sobre esse assunto, coloquei abaixo algumas considerações sobre esse assunto

Os 7 principais fatores que decidiram o fim do grupo Bloch, foram:
  • A desvalorização do Real
  • Muito empréstimo na época usava como correção o Dolar. Entre 1995-1996, as empresas Bloch conseguiram renegociar a maior parte da dívida, e até que estavam inicialmente honrando seus compromissos, porém, como a renegociação valeu-se de taxação de juros em Dolar...com a rápida desvalorização da moeda, a dívida tornou-se impagável.
  • A queda da vendagem dos périódicos da Bloch editores
  • A editora sempre foi o "pilar" que sustentou o caixa do grupo. Com a "quebra" da editora, o restante do grupo veio a baixo, como um precário castelo de cartas.
  • A administração da empresa
  • Nesses anos 1983-1999, a TV Manchete nunca conseguiu fechar as contas no positivo. Os poucos produtos que eram superavitários, acabavam sofrendo um processo de "pilhagem", ou seja, desgaste. O Exemplo: Clube da Criança (1989-1992), inicialmente eram 2 horas, com a audiência lá em cima, chegou a ter 7 horas.
  • A dívida
  • Sobretudo nos anos 80, a Bloch sempre fez investimentos com base em financiamentos. E o pior, sem garantia de retorno, uma coisa é investir em equipamentos, outra coisa é investir numa novela, sem garantia de retorno, muitas...muitas vezes a TV Manchete saiu de uma novela devendo...
  • Os investimentos
  • Os Bloch sempre acreditaram que os financiamentos retornariam em lucro, quase sempre não deu certo! Os prédios da TV manchete foram todos construídos com base em financiamentos, a maior parte das novelas foram produzidas nesse esquema.
  • As novelas
  • A TV Manchete, mesmo sem condições, priorizava seus investimentos em teledramaturgia (Principalmente nos anos 90), deixando de lado as outras produções, esvaziando a grade em detrimento a um produto, sem garantia de retorno.
  • A morte de Adolpho Bloch
  • É inegável que o senhor citado acima era um hábil administrador "político" da dívida, usou muitas vezes sua influência para transformar as dívidas do BB em inserções nos intervalos da TV Manchete...com sua morte, a empresa ficou sem essa figura.

Vídeo de 1995 - A versão das empresas Bloch sobre as dívidas do grupo
TV 4270771122574649316

Postar um comentário

  1. Somente uma curiosidade: As empresas Bloch somente acabaram em agosto de 2000 (última edição da Revista Manchete). Ou seja, a Bloch editores ainda sobreviveu um ano após a queda da Manchete.

    ResponderExcluir
  2. Saudade! Uma empresa que pensava grande deveria ter o mesmo tratamento que o governo deu a algumas empresas da globo que estava em dificuldades financeiras, existem tbm boatos que a globo tem uma enorme divida trabalhista, é um dos maiores devedores do INSS, mais a globo é a globo né.

    ResponderExcluir
  3. SEGUNDA-FEIRA, DIA 28
    TEM ESTÚDIO NOVO DO GLOBO ESPORTE. RIO e SÃO PAULO.
    ANTES, NO DOMINGO, 27, O ESTÚDIO SERÁ APRESENTADO NO ESPORTE ESPETACULAR.
    09:20 ESPORTE ESPETACULAR
    09:50 AMISTOSO DA SELEÇÃO: BRASIL x ESCÓCIA
    12:00 CENTRAL DA COPA, com Thiago Leifert

    ResponderExcluir
  4. Só pra ter uma idéia,a RedeTV! não ficou com o acervo de fitas que a Manchete deixou,como muitos pensam.Quem adquiriu junto com os equipamentos foi o grupo empresarial HESED Participações,que até agora não sabe o que fazer com isso.

    ResponderExcluir
  5. Só mais um detalhe. A Bloch editores não "sobreviveu" até 2000. Eles estavam em administração judicial. Tipo intervensão judicial mesmo. Os titulos permaneciam sendo vendidos APENAS E TAO SOMENTE para cobrir as dívidas com os empregados. Mas ainda assim não deu certo e o jeito foi liquidar tudo.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares