Carregando...

E se a Record tivesse comprado a sede da TV MANCHETE?

Majestosa sede da Rede Manchete no Bairro da Glória - Centro do Rio

Em meados de 2010 (Não sei ao certo), os executivos da Rede Record tentaram, em vão, adquirir o prédio da extinta TV Manchete. Muito mais do que o valor arquitetônico, construído entre a década de 70 (parte da Editora) e o início dos anos 80 (parte da Rádio e TV), o prédio foi projetado e construído possuindo toda infraestrutura necessária para gerar uma rede de televisão, com salas e estúdios embutidos dentro da planta do prédio localizado na Glória, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Aspecto do prédio após reforma de 2012 - O prédio virou centro empresárial

Nessa época, a Rede Record vivia um período de crescimento visível. No ar, duas novelas simultâneas com previsão de disponibilizarem mais um horário diário, o RECNOV (Estúdios de teledramaturgia) em franco crescimento, a sede da Record em São Paulo já enfrentando dificuldades para alocar novos espaços para estúdios e administrativo. E para completar, a emissora ainda vivia um período de expansão, por conta dos investimentos na Record News e outros veículos. 

Teatro Adolpho Bloch, antigo Teatro Manchete

Motivos para aquisição do prédio, certamente não faltavam: Naquele momento haveria até mesmo o desejo de transferir a sede administrativa e o Departamento de Jornalismo da Rede Record para o Rio de Janeiro. O prédio reunia capacidade similar a sede da Rede Globo no Jardim Botânico. Com a conversão dos 3 grandes auditórios existentes no prédio em redações e estúdios para o jornalismo. O que faltou mesmo foi o acerto financeiro, estavam pedindo um valor astronômico e a transação não rolou.

A pergunta que não quer calar:
E se a Record tivesse comprado a sede da TV MANCHETE?

Certamente a sede de Benfica seria desativada, com a transferência para a nova sede. Mas além disso, a Record transferiria a sua sede para o Rio? Lógico que a sede paulista continuaria a produzir toda a programação de entretenimento e parte do Jornalismo continuaria normalmente, mas o que passaria a ser gerado no Rio de Janeiro? O Jornal da Record, o Hoje em Dia, O programa da Tarde...o Domingo Espetacular...Infelizmente, jamais saberemos o que teria ocorrido se a sede da Record tivesse vindo para o Rio...

Deixo o espaço aberto aos leitores!

Danilo Aguiar

TV 6679965723613590044

Postar um comentário

  1. Talvez ela passasse a gerar alguns programas ou partes deles aqui, inclusive o jornalismo. Mas é difícil acreditar que a Record faria o que a Globo faz: é uma emissora carioca, mas que gera programação em rede também em São Paulo e foca muito no mercado de lá. A Record não faria isso pois o mercado de São Paulo infelizmente é bem mais importante. Agora, seriam grandes as chances do Rio ganhar programas diferenciados da rede (São Paulo) e ter uma boa otimizada em sua programação local.

    ResponderExcluir
  2. A Record se tivesse comprado o prédio da antiga Manchete,poderia até gerar alguns programas de entretenimento e jornalismo daqui do Rio.Mas a Record concentra muito nas suas produções na Barra Funda em SP,mesmo que não haja espaço naquele lugar.Já as telenoveas,tem o RecNov,que tem espaço de sobra!E por falar nisso,porque a Record não utiliza as dependencias do RecNov para produzir e gerar parte dos programas diretamente do Rio?Se não conseguiu arrematar o edificio Manchete,que utilize o espaço do RecNov.E dependendo do caso,pode até transferir alguns programas da Record News.
    E naquele ano de 2010,houve boatos de que o bispo Macedo teria comprado a Rede Transamérica de Rádio para virar a futura Record News FM para concorrer com a CBN e Band News FM.E até contrataram o Heródoto Barbeiro para apresentar o Jornal da Record News.Só que felizmente era boato!E tbm rolaram negociações da compra da FM O Dia,mas a dona da rádio não queria vender.
    Moral da história:transferir sua sede administrativa e o departamento jornalístico para o Rio?Só se for no RecNov,pois se dependesse de nós cariocas,nem a apertada filial de Benfica conseguiria fazer essa demanda.

    ResponderExcluir
  3. Não acredito muito nessa tese de transferir sede para o RJ.

    Mas concordo que a Record Rio poderia ter vida própria em relação a rede, com uma grade variada (jornalismo, variedades e dramaturgia) feita no Rio, e apresentada localmente, (das 6h as 20h) teria chances reais de incomodar a Globo no IBOPE, pois a mesma tem uma grade (e postura) engessada demais.

    Tudo isso independente do mercado de SP, ser mais importante que o nosso.

    ResponderExcluir
  4. A sede da Record continuará sendo em São Paulo, por um motivo muito simples e lógico, a sede da IURD está em São Paulo e quem " de fato " é o dono da Record é a IURD!!
    Os dirigentes da IURD querem e precisam estar por perto e presentes para administrar a TV.
    De qualquer forma o que se comenta nos bastidores da Barra Funda, é que a tendência daqui pra frente é terceirizar toda a programação (exceto jornalismo e esportes)e deste modo desativar gradualmente não só os estúdios da Barra Funda mas também os do Recnov.
    O lado bom disso, seria a possibilidade de maior regionalização da programação da Rede, pois abriria a possibilidade de produtoras independentes não só do Rio de Janeiro mas também de outros estados, de produzirem para o canal.
    O plano é de que a terceirização vai começar pelo entretenimento ( já está certo que a Casablanca vai assumir parte da linha de shows ) e finalizar na terceirização das novelas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sede da Record continuará sendo em São Paulo por um motivo simples- é uma emissora com 60 anos de fundação, paulistana e com grande parte de sua história feita no estado de SP. O Paulo Machado de Carvalho achava rede nacional uma bobagem e durante muito tempo ficou somente em SP, quando o Silvio Santos Assumiu metade da emissora, daí investiu na expansão, ao menos pelo interior do estado. Até mesmo as transmissões esportivas dos anos 70 e 80 tinham a vinheta da 'tarantela' (que também foi prefixo da rádio Record, um 'ícone' da revolução de 32, por coincidência, também paulista, pois fazia propaganda pró SP no ar). Busque no YT 'vinhetas Record campeonato carioca 98 e ouça a música. Até mesmo o Macedão sabe disso, e mesmo sendo carioca, não quis tirar a identidade paulista da emissora, que bem ou mal, é muito bem vista pelos paulistanos que tem o canal como referência nas comunicações. Veja que até mesmo o R7 usa a o número do canal da cidade de São Paulo, daí você vê a força da 'paulistanidade' da emissora.

      Excluir
  5. Infelizmente se escreve com Z

    ResponderExcluir
  6. Gente, a Record HD 13.1 está desde ontem (06/06) com problemas na recepção de sinal. Alguém confirma ?

    Minha TV outrora aparece sem sinal, e/ou o sinal não pode ser codificado.

    ResponderExcluir
  7. Rafael, aqui no bairro de Todos os Santos, a Record também está fora do ar.

    ResponderExcluir
  8. A TV Manchete Vai Voltar ao Ar e ao Ápice Com o Manove, ex-RecNov Como a Fábrica de Sonhos da TV Manchete

    ResponderExcluir
  9. Como Seria Se a RecordTV Não Estivesse Mais no Ar: o Domingo Espetacular Seria na Rede Manchete de Televisão

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares