Carregando...

Governo Federal regulamenta Canal da Educação para TV Digital

Muito se fala sobre os conteúdos exibido na TV Aberta, mas desta vez o Governo Federal, através do ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, e o ministro da Educação, Renato Janine, resolveram fazer alguma coisa que edifique o telespectador, aos invés de tele cultos, televendas e etc. Nesta quinta-feira (15/05/2015) foi assinada a portaria interministerial que regulamenta o Canal da Educação, canal de TV digital gerido pelo Ministério da Educação (MEC) que deve permitir o acesso gratuito a conteúdos educativos produzidos e licenciados pelo MEC (Ministério da Educação) e outros órgãos de governo.

A parceria, de acordo com os ministros, deve garantir melhor qualidade no acesso a conteúdos educativos para a população brasileira.

"Que nós possamos ter nas escolas infraestrutura suficiente para que um projeto pedagógico de educação digital seja efetivamente assegurado a todos os brasileiros. E que, ao mesmo tempo, o canal digital seja um canal para a disponibilização de conteúdos importantes e de qualidade, independente de sua condição social", disse o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini.


Previsto desde de 2006, quando foi criado o Sistema Brasileiro de TV DIgital (SBTVD) , o canal poderá ser assistido por todos os residentes dos municípios onde houver pedido de consignação por parte do MEC.

E a exemplo do que só é permitido aos canais públicos, o canal da Educação poderá adotar a multiprogramação – ou seja, poderá veicular até cinco programações distintas ao mesmo tempo. Segundo o governo, a ideia é que seja destinada pelo menos uma faixa à já existente TV Escola e outra à educação superior. O uso das demais faixas e outras condições para a operação do canal serão regulamentados pelo MEC.

Seria interessante se o governo regulamentasse, outros canais públicos à serviço da população, como NBR, TV Senado, TV Câmara e TV Justiça.

Segundo o site Convergência Digital informa que para acomodar o Canal da Educação, o Ministério das Comunicações promete que ele “terá prioridade na faixa do chamado VHF Alto, que hoje engloba os canais 7 a 13 da TV analógica”. É um ‘puxadinho’ no espectro eletromagnético diante da falta de espaço notadamente nos grandes centros de São Paulo e Rio de Janeiro.
Região Metropolitana 1370678630261682617

Postar um comentário

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares