Carregando...

Globo e CBN irão deixar o AM e o futuro do Rádio no Brasil


No dia 1 de agosto, o Sistema Globo de Rádio anunciou que as rádios Globo e CBN irão deixar de ser transmitidas no sinal no AM nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. De acordo com site, TudoRadio.com, a Rádio CBN (Central Brasileira de Notícias) operou desde seu inicio em 1991 no AM 780 AM, e no 90.5 FM na cidade de São Paulo, em Belo Horizonte a emissora de noticias do Grupo Globo, entrava no ar no lugar da Rádio Tiradentes, através da frequência 1150 kHz, em 1993, somente a partir de 2002 que começou a operar no FM, através do FM 106.1 e aqui no Rio de Janeiro, operava inicialmente no AM 1180 kHz, em substituição à antiga Rádio Eldorado, sendo que em 1993, passou a operar simultaneamente em 860 kHz no lugar da Rádio Mundial, porém somente em 1996 passou a transmitir integralmente no AM e em 2005 passou a operar no 92.5 FM para os cariocas.
Lembrando que aqui no Rio, a Rádio Globo, já esteve no 89.5 e desde de 2014 ela opera no 98.1, que até então era da Beat98.

O que está acontecendo a com a Rádio Globo/CBN no que concerne ao fim da transmissão no AM, é uma tendência que irá acontecer nos próximos anos, devido a migração AM-FM. Não se surpreendam se emissoras como Super Rádio Tupi, Rádio Copacabana e outras que operam no AM-FM ou somente no AM, venha migrar totalmente para o FM. Nos dias atuais, é meio complicado você achar aparelhos de som que funcionem em AM, a não ser pequenos rádios relógios e o rádio portáteis e os aparelhos antigos que ainda captam sinal AM.
Atualmente até alguns aparelho de rádio, tanto para dentro de casa ou para carros nem entrada pra CD não estão vindo mais, até tem, mas existem rádios que só tem FM e entrada USB. A transmissão pela internet ou streaming é cada vez mais comum nos dias de hoje, pois praticamente todas as rádio transmitem seu sinal em seu próprio, algumas já transmitem em vídeo pelo Youtube, como já fazem a Super Rádio Tupi e a Jovem Pan, foram aquelas que transmitem em aplicativos, pode ser algo mais pro futuro, pois haja espaço no celular para ouvir tantas rádios. Mas o legal do rádio é a portabilidade, de você está ouvindo andando na rua, seja no carro, no ônibus, no trem, metrô, dentro de casa, aonde quer que o sinal captar.

Então isso nada mais é da tendência da migração do AM-FM ou "Apagão AM", que iria acontecer cedo ou tarde.
Agora o Rádio Digital é uma longa história, pois desde 2009 estão sendo feito testes para decidir qual será o padrão que se encaixa com a realidade brasileira, porém em 2016 o site da Camara do Deputados em Brasilía publica o seguinte.


Até o momento, o melhor que o governo tem feito pelas rádios no Brasil é permitir a migração das emissoras AM para a Frequência Modulada, ou seja, FM, mas essa modernização não é o bastante para atender às exigências de um consumidor/ouvinte ávido por estar informado ou curtir o último lançamento do sertanejo universitário.

Nem de longe os debates do rádio digital tem merecido a mesma atenção dos governantes que a TV, a prima rica da radiodifusão. Tudo é uma questão de poder aquisitivo, para onde vai a verba publicitária, e aí a receita do rádio é bem baixinha mesmo. As rádios comunitárias nem sequer podem ter nenhum tipo de patrocínio. Como a fase de rádio clube – em que as emissoras eram financiadas pelo próprio ouvinte, que tinham uma cota de participação – passou, é preciso que o Estado assuma um papel mais altivo e ativo na digitalização do rádio no Brasil, debate hoje bastante entregue nas mãos das entidades de classe, como a Abert, que representa as emissoras comerciais. Sem uma migração adequada, muitas emissoras vão, simplesmente, ficar mudas para sempre


Pelo menos, eles estão jogando limpo, pois realmente a situação das emissoras de rádio brasileira é crítica.
Mas este veículo de comunicação tão maravilhoso, que começou aqui no Brasil em 1922 com uma transmissão do presidente Epitácio Pessoa e desde quando Edgar Roquette-Pinto inaugurou a primeira emissora de rádio, a Rádio Sociedade, o rádio vem se inventando.
Seja transmitido pela internet, AM, FM, TV por assinatura, esperamos que as coisas melhores para os radialistas.

Por falar em rádio em TV por assinatura ou parabólica, é só ligar um cabo P2-P2 (igual o de fone de ouvido) conectar no rádio e conectar na entrada de áudio P2 da sua TV e usar a função "auxiliar" para poder ouvir o som sem interferência nenhuma, por enquanto é o jeito.


Curta nossa fanpage no Facebook
facebook.com/tvsdorj ou digite TVs do RJ
ou nos siga no Twitter @TVsdoRJ
Rádio 8628634886270071255

Postar um comentário

  1. A Rádio FM pode até ter qualidade melhor, mas vira uma rádio local. As Rádios Globo, Tupi e Nacional sempre em AM tiveram Alcance Nacional. Esse negócio de Internet tem muito local no interiorzao que não tem bom sinal. Os clubes do Rio só fizeram sua fama nacional graças às emissoras AM. Uma Emissora pegar só em Copacabana me desculpe é uma jossa. A Rádio Globo sempre alcançou Araruama Cabo Frio.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares