Carregando...

Por quê o sinal das rádios AM está tão ruim?

Atendendo a convite da equipe do blogue TVs DO RJ, chego aqui para escrever aos domingos sobre as rádios do Rio de Janeiro. Que bom que foi criado um espaço para o rádio neste blogue. A TV também é uma forma de radiodifusão, desenvolvida a partir de experiências anteriores com o rádio, com a diferença de que a TV utiliza outras frequências hertzianas e transmite simultaneamente áudio e vídeo, diferente do rádio, que transmite apenas áudio.

Pra quem não sabe, edito desde 2002 o Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro, onde mantenho publicados textos sobre a história do rádio na cidade do Rio de Janeiro, perfis das emissoras existentes hoje, arquivos sonoros, artigos, notícias e outros textos relacionados ao rádio no Rio de Janeiro e mesmo em outras localidades. Estamos também com canais no Twitter e no Facebook.

Aqui no TVs DO RJ, pretendo resgatar curiosidades sobre as rádios do Rio de Janeiro e também dar depoimentos sobre bons programas e emissoras que esta cidade já teve. Também pretendo abordar a situação atual do dial carioca.

Nesta primeira postagem, mostrarei uma resposta já enviada a um leitor do TRIBUTO. Ele levanta uma questão recorrente nos espaços de debate sobre o rádio.

De: Orlando Novaes Neto
Para: Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro
Enviada: Domingo, 10 de Julho de 2011 18:07
Assunto: O que aconteceu com o Rádio em AM?

Prezado Sr. Marcelo Delfino:

Boa noite !!!

Sou seguidor do seu blog , Rádio RJ.

Sempre tenho verdadeiras aulas sobre a história das Emissoras do Rio de Janeiro ( RJ ) .

Sr. Marcelo, o que gostaria de perguntar , é o por que do Rádio AM estar tão ruim ?

Seria algum boicote dos fabricantes ?

Eu observo que os rádio de pilha ou os portáteis elétricos , tem uma boa recpção de AM ; agora NÃO ENTENDO POR QUE , os micro system de hoje , insistem em não receber os sianis do rádio em AM ????

Dizem que a potência do sinal AM é mil vezes melhor que o FM , e mesmo assim não se recebem os sinais.

Qualquer esclarecimento seu agradeço bastante !!!!

Um abraço,

Orlando Neto.

Prezado Orlando

A isso chamo de boicote ao rádio AM. Os tecnocratas do setor (dos fabricantes de aparelhos receptores e/ou de equipamentos para emissoras aos radiodifusores) querem a todo custo encerrar as transmissões de rádio AM, passar toda a programação para o FM e acabar com o que ainda resta de segmentação musical no FM. E tome jornalismo tendencioso, programas popularescos, picaretagem gospel, futebol e blá blá blá no rádio FM.

Falam que pretendem criar uma nova faixa AM digital usando as frequências dos atuais canais 5 e 6 de TV VHF, quando estes forem extintos. Mas é tudo especulação.

Agradeço pela atenção.

Atenciosamente,

Marcelo Delfino

Há outros aspectos a respeito do problema da má recepção das AMs dos dias atuais. Sabemos que os sinais de rádio AM e FM tem características diferentes, com vantagens e desvantagens. O FM tem a desvantagem de não conseguir vencer grandes obstáculos, como grandes montanhas, porque só se propaga em linha reta. Por isso que o raio de ação de uma FM é de poucos quilômetros a partir da antena transmissora. No entanto, o FM tem a vantagem de poder transmitir um som de boa qualidade. Já o AM, embora tenha a desvantagem de ter um som inferior (algo como um arquivo MP3 com menos de 128 kbps), tem a grande vantagem de refletir nas camadas superiores da atmosfera, o que permite ir bem mais longe, e mais ainda à noite, com o fim da radiação solar. Mas a grande desvantagem é a vulnerabilidade do AM a algumas interferências de equipamentos como motores, radiação de lâmpadas fluorescentes ou eletrônicas, computadores, monitores e receptores de TV. Com a continua expansão e/ou adensamento populacional das cidades, o aumento dessas interferências têm piorado cada vez mais a recepção das AMs.

No Rio de Janeiro, o problema da má recepção das AMs atinge pouco aquelas rádios que usam frequências internacionais ou nacionais e operam com no minimo 100 kW de potência de dia e de noite. É o caso das rádios MEC 800, CBN 860, Brasil 940, Nacional 1130, Globo 1220 e Tupi 1280. As rádios que trabalham com menos de 100 kW (tanto de dia como de noite ou só à noite) enfrentam todas aquelas interferências. Ou seja: quase todo o dial carioca.

A coisa piora de figura quando temos esse quadro particular do Rio de Janeiro: Globo e Tupi ficam com quase toda a audiência e faturamento do mercado carioca. As outras rádios ficam à mingua, quando não dependem de financiamento extra-mercado, como as rádios religiosas. E como a Globo e a Tupi já possuem repetidoras em FM (e também a CBN, do mesmo grupo da Globo), essas rádios não se mexem para melhorar o próprio sinal em AM e as demais tem pouco ou nenhuma vontade de melhorar o sinal delas, com honrosas exceções. Boa parte delas também gostaria de ir para o FM. Mas o que falta à elas é espaço no FM (ainda bem!) e dinheiro, não vontade.

Este tema do rádio AM em FM citado no texto acima já gerou muito debate ao longo dos anos. Pode ser um bom tema para uma próxima postagem, onde pretendo abordar aspectos especificos como programação, segmentação e mercado de trabalho para radialistas.

Por enquanto, fico por aqui. Espero que tenham curtido estas primeiras linhas. Quem quiser deixar comentários, pode deixa-los aqui e submete-los à moderação. Os comentários podem ajudar na elaboração de futuros textos.

Espero que os leitores tenham uma boa semana.

Até a próxima!
Região Metropolitana 464121485480225837

Postar um comentário

  1. Em relação a SP, o dial carioca é decadente! As duas únicas emissoras sérias estão abandonando o AM (Caso da Globo e Tupi) e lentamente migrando, ou melhor, focando suas atenções para o FM!

    ResponderExcluir
  2. Pois é. Muitas das grandes rádios de São Paulo ainda resistem no AM: Jovem Pan (noves fora a FM repeti-la de 6 a 9h), Trianon, Gazeta, Record, Capital, Globo, Tupi, Cultura, América, 9 de Julho... O Rio ainda era uma resistência do AM, quando Globo e Tupi ainda eram apenas AM. Com a ida das duas para o FM, o Rio passou da vanguarda para a retaguarda do AM. Não se pode chamar nenhuma outra rádio AM do Rio de "grande", com a audiência e o faturamento raquítico que têm.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela post, Marcelo! Quem sabe em breve não poderíamos abrir um blog só para falar das rádios, em separado do TVs do RJ.Em São Paulo, também há rádios AM indo para o FM: Gazeta, Estadão ESPN, Bandeirantes, CBN, Tupi e Jovem Pan. Não sei se basicamente com a mesma programação nas duas frequencias. Aqui no Rio, rádios como Manchete e Tamoio, que devem ter um bom público, ainda estão apenas no AM. Mas pelo que vi, realmente o dial AM e também o FM de lá são muito melhores que o daqui. Como anda a Rádio Record aqui no Rio? E a Bandeirantes? Acho que poucos ouvem esta última, apesar do nome. O sinal das rádios AM do Sumaré consegue chegar a todo Grande Rio, mesmo que qualidade baixa?O que seria essa tal frequencia SW? É verdade que já há rádios em São Paulo operando nela?

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de parabenizar o Colaborador Marcelo Delfino, pela qualidade do texto e pela escolha do tema. Já dá pra ficar ansioso aguardando pelos próximos temas!Para aqueles que não conhecem o Tributo ao Rádio do Rio, site do colunista, saibam que se trata do maior e mais importante site de consulta e pesquisa sobre rádio no Rio de Janeiro. Um órgão consultivo de história, para estudantes e rádio-amantes.Que o blog e seus leitoras tenham orgulho de ter este novo integrante em seu quadro.Aguardemos que a digitalização da banda AM, ocupando as frequências dos canais baixos (76 a 88 MHz) traga novo fôlego ao Rádio, ainda mais sabendo que é do interesse da ABERT (emissoras) e MINICOM (Governo). Ao Victor:Rádio Gazeta FM - PopularRádio Gazeta AM - Rádio UniversitáriaRádio Tupi FM - Sertaneja (líder de audiência)Rádio Tupi AM - PopularJovem Pan AM - JornalísticaJovem Pan FM - POP/CHRRádio Manchete - despencou vertiginosamente depois da saída de grandes comunicadores, e apostas inacreditáveis de seus gestores.Rádio Record - Falta a definição da Rede. Já pontua de forma interessante, já nos índices da antiga religiosa...Rádio Bandeirantes Rio - Falta visão dos gestores do Rio, ordem de São Paulo e investimentos. Há o medo do fracasso, por não contar com retransmissão FM (por sua melhor qualidade de recepção). O maquinário da Rádio é muito antigo. Seus transmissor, apesar de estar em forma impressionante para sua "idade" (mais de 30 anos), está sucateado. Vale lembrar que a Rádio Rio de Janeiro também opera com potência diurna de 50 kW, sendo um dos melhores sistemas do país em sua categoria. Recentemente, adquiriu um novo transmissor digital em estado sólido.

    ResponderExcluir
  5. Aos colegas de blog, uma pergunta que sempre que inquieta.Em se tratando de Rio de Janeiro, cidade de relevo muito acidentado, mesmo considerando outros municípios da região metropolitana e um intervalo técnico entre emissoras de 0,4 MHz, aceitável inclusive no Rádio Digital, POR QUÊ NÃO TEMOS EMISSORAS DE FM nas frequências:90,791,595,396,196,9100,9101,7103,3105,5106,1Possibilidades super interessantes...

    ResponderExcluir
  6. Aquelas rádios cujo sinal só atinge alguns bairros ou mesmo apenas uma determinada comunidade também teriam que veicular 'A Voz do Brasil'? Se não veiculam, podem ser consideradas piratas?

    ResponderExcluir
  7. alias cade a radio record e a radio bandeirantes não pega a noite com aumento da potencia a radio record as vezes o som some porque a radio capital aumento sua potencia absurdamente

    ResponderExcluir
  8. Luiz,Rádio Record e Rádio Bandeirantes, apesar de serem canais nacionais, infelizmente reduzem muito a potência (por determinação da Lei de Radiodifusão) a partir das 18h.As duas emissoras baixam os transmissores para 10 kW.

    ResponderExcluir
  9. Hoje, sexta, dia 5/08/11, lamentavelmente, se encerra a programação da Rádio Record 1000 AM de São Paulo. Na surdina, Bispo Rodrigues, acusado de corrupção, investigado na CPI dos Bingos, Escândalo do mensalão e da máfia das sanguessugas, chorou na reunião do Conselho de Ética da Cãmara, este cidadão, assumiu a direção da Record na Barra Funda e simplesmente, DEMITIU TODOS OS FUNCIONÁRIOS. A partir de hoje, sábado, dia 6, a programação sera composta pela IURD.Especula-se que seria a formação da Record News.A Record vinha desagradando a direção com baixos índices de audiência, e a parceria com a Transamérica Esportes estava por um fio. Grandes comunicadores estão desempregados: Kaká Siqueira, Lilian Loy, João Ferreira, Paulo Barboza, Rony Magrini, Sérgio Luiz, e o coordenador de jornalismo Anderson França. Assim como as equipes de jornalismo e esportes.Bispo Rodrigues também foi o homem que acabou com a Rádio Record do Rio e criou a Nova AM 990. Resta saber se acabará com a nossa Record 990 também.A Rádio Record fez 80 anos este ano, e este foi o "presente" que a IURD entregou a SP e ao Brasil.

    ResponderExcluir
  10. Por falar em sinal ruim,o áudio da Tamoio AM 900 KHz é muito crônico!!!Desde que a rádio saiu do arrendamento de mais de 10 anos da IPDA,o Sistema Verdes Mares disse que iria comprar o novo transmissor de ondas médias,mas parece que nunca aconteceu.O áudio está horroroso,péssimo,quase não dá pra entender do que o comunicador fala ou quando a música toca na rádio.
    Entrei no site da Tamoio,cliquei em um player ao vivo e o som é perfeito,quase não para nunca no decorrer da transmissão.
    É preciso que o SVM tome vergonha na cara para comprar o novo transmissor,ou o final vai ser como houve há mais de 15 anos:ser arrendada pra alguma igrejola de fanáticos...

    ResponderExcluir
  11. Sou ouvinte da radio Bandeirantes AM RJ porém, agora a cerca de 2 meses, tornou-se impossível a sua sintonia no bairro onde moro. Tinha como hábito escutar os programas Faixa Livre e Reclamar Adianta com Atila Nunes, agora somente é possível via internet. É uma pena visto que os programas são excelentes. O primeiro aborda temas interessantes com opinião própria e sempre entrevista pessoas com grande conhecimento nas diversas áreas do saber. O segundo presta um bom serviço de utilidade pública orientando os consumidores. Ficamos restritos a uma programação de baixo nível, vazia e sem conteúdo. O rádio atua também como um importante veiculo de acesso ao conhecimento. Pena que os interesses de alguns se sobreponham aos da população.

    ResponderExcluir
  12. Sou ouvinte da radio Bandeirantes AM RJ, porém, agora a cerca de 2 meses, tornou-se impossível a sua sintonia no bairro onde moro. Tinha como hábito escutar os programas Faixa Livre e Reclamar Adianta com Atila Nunes, agora somente é possível via internet. É uma pena visto que os programas são excelentes. O primeiro aborda temas interessantes com opinião própria e sempre entrevista pessoas com grande conhecimento nas diversas áreas do saber. O segundo presta um bom serviço de utilidade pública orientando os consumidores. Ficamos restritos a uma programação de baixo nível, vazia e sem conteúdo. O rádio atua também como um importante veiculo de acesso ao conhecimento. Pena que os interesses de alguns se sobreponham aos da população.

    ResponderExcluir
  13. os radios fabricados hoje nao sao dedicados mais a Am,tenho apenas receptor simples sem mais caprichos,comprometendo as recepçoes de longa distancia,querem q difunde o Fm e esqueçam o Am,o ruim é que o Fm alcança apenas uns 180km enquanto o Am era captada ate de cuba.e essas emissoras Fm sao locais,e com isso n possuem grandes locutores ou proficionais capacitados tornando a programaçao um lixo,sem conteudo diferentemente do Am,por abranger o pais inteiro e exigir mais profissionalismo

    ResponderExcluir
  14. O alcance de FMs com 10 kw e altitude relativa de 80 m é de cerca de 120 km, com 22kw nas mesmas condições de altitude é de 190 km, aqui capto sinais de difusora de Maceió que fica distante 600km e trabalha em 50 kw de noite, e acho que sou um único ouvinte, o AM tem seu charme, mas vencer distância perdeu praticidade com internet, e a AM possui carcaterísticas de mp3 24kbps (corrigindo) o fm possui qualidade de mp3 128kbps..Entrar num estacionamento coberto é problema para a captação am, ligar um lâmpada fluorescente é problema, passa perto de postes é problema, entrar em túnel também, vejo a migração como uma excelente saída para as AMs de baixa potência que realmente nem vão longe de dia e nem de noite e são 80% do total

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares