Carregando...

Tempestade no RJ faz GLOBO preparar PLANO DE EMERGÊNCIA se emissora fosse invadida pelas águas - GLOBO SP estava pronta para assumir a rede durante a noite de 08/04 - Desde o incêndio de 1976 que "capítulo capital" do MANUAL DE EMERGÊNCIA não era usado!

"Caso dê merda no Rio de Janeiro" 
Rede Globo não paga para ver e preparou-se para o pior

A noite do dia 08/04/2019 foi tensa para a Rede Globo de Televisão. As fortes chuvas que alagaram boa parte da cidade do Rio de Janeiro por pouco não fizeram da emissora do Jardim Botânico mais uma vítima do dia. A situação foi tão dramática dentro das dependências da emissora que, pela primeira vez desde 1976, os técnicos da vênus platinada cogitaram entrar em "emergência total" e passar a programação para São Paulo. Essa ação extrema não ocorria desde o incêndio de 1976.

Em 04/06/1976, durante a exibição do Jornal Hoje, um problema no ar condicionado geral da TV Globo entrou em curto e em poucos minutos a central técnica estava em chamas. Graças ao seu manual de emergências, foi possível passar a programação de geração da rede do Rio para São paulo em menos de 30 segundos. Aproveitando-se do fato de que, naquela época, um dos blocos do Jornal Hoje eram locais, o telespectador, de modo geral, somente viu, na tela, a troca do apresentador. O Jornal Nacional naquele dia foi apresentado de São Paulo.

Já em 08/04/2019, a Rede Globo, muito maior e mais preparada que 42 anos antes, não quiz pagar para ver o pior ocorrer. Ao contrário de 1976, quando a sua emissora paulista não passava de uma afiliada acanhada por pouca estrutura, em 2019, a Globo possui em São Paulo uma emissora completa com todas as condições para tocar a rede, como já faz cotidianamente. A Globo aprendeu com o erro de 1976, quando a maior praça da rede (SP) não tinha condições mínimas de tocar integralmente o sinal, com equipamentos obsoletos, construindo, posteriormente, no final dos anos 90, um prédio e abastecendo com equipamentos modernos.

Se os apresentadores do jornalismo se assustaram com o volume 
das águas na portaria da emissora, imagina a técnica e engenharia?

E o que ocorreu ontem, foi o reflexo disso. Não pagando para ver, o início da noite foi esperando o pior. Provavelmente, a partir de um determinado momento, o suíte master da Rede Globo de São Paulo deve ter assumido a geração da rede deixando o master do Rio de Janeiro livre. Certamente, em comum acordo com a técnica e jornalismo, partiram para a preparação do estúdio do Jornal da Globo para tocar o Jornal Nacional integralmente ou parcialmente. 

Os apresentadores Carlos Tramontina e Renata Lo Prete ficaram na bancada do Jornal da Globo acompanhando o JN. Para a sorte ou pelo resultado do planejamento da Rede Globo, o Jornal Nacional foi produzido integralmente direto do Rio de Janeiro sem surpresas. As águas não tiraram a emissora do ar. Mas fica registrado que, desde 1976 que a Rede Globo não coloca o seu manual de emergência em ação. Esses são momentos raros em que os técnicos fazem a diferença no processo.

Parabéns aos Técnicos e Engenharia da Rede Globo!
Globo 1187061887605718091

Postar um comentário

ATENÇÃO:
» Comentários "Anônimos" não serão aceitos e posteriormente apagados. Identifique-se com nome válido!
» Não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".
» Xingamentos e ofensas diretas não são tolerados, isso se aplica para todos os participantes do site.
» Todos os comentários são de total responsabilidade de quem as publicou, não refletindo necessariamente a opinião dos administradores e colaboradores deste site.

emo-but-icon

Página inicial item

Comentários recentes

Postagens Populares